0 comentários

Estudo Bíblico - Desafiados a sonhar os sonhos de Deus

16:54
… Estávamos como os que sonham. Sl 126.1b
Ao ler este salmo e entender o seu contexto histórico, parece que vejo nela a minha vida e a vida de muitos. Errantes pelo caminho.
Antes que fossemos formados, Deus já havia escrito e determinado todos os dias de nossa vida e acredito eu, a historia d´Ele a nosso respeito é a melhor! Mas somos falhos, nossos olhos só conseguem enxergar o agora, Ele vê além, e por ver além tem uma historia de sucesso, lutas, conquistas e alegrias e o grande segredo do sucesso seria se conseguíssemos viver a HISTORIA D´ELE, se tivéssemos o SONHOS D´ELE.
O Salmista começa nos falando sobre “quando o Senhor trouxe do cativeiro”, um lugar onde o povo de Israel eram escravos dos babilônicos. Não se precisa falar muito a respeito de escravidão, o povo trabalha e não prospera, pois trabalha para o seu senhor e esta ai um grande segredo espiritual, quando se esta na babilônia pode se fazer de tudo, porém a prosperidade não chegará.
Na continuação do salmo diz algo especial, “os que voltaram a Sião”. Sião originalmente era o nome dado especificamente à fortaleza jebusita próxima da atual Jerusalém, que foi conquistada por Davi. A fortaleza original ficava na colina a sudeste de Jerusalém, chamada de monte Tzion, aportuguesado para Sião. Após a morte do rei Davi, o termo Sião passou a se referir ao monte em Jerusalém que era o lugar do Templo de Salomão. Mais tarde, Sião passou a se referir ao próprio templo e aos terrenos do templo. Depois disso, Sião foi usado para simbolizar Jerusalém e a terra prometida.
Aqui há um outro segredo espiritual maravilhoso, o Salmista é enfático ao entoar em um salmo que marcou a historia daquela geração e de outras vindouras ao afirmar que o Senhor só trouxe do cativeiro os que se voltaram para Sião, que neste sentido significa os que se voltaram para o templo, isto significa um arrependimento e a misericórdia de Deus sobre os que se arrependeram.
Continuando a narrativa, “estávamos como os que sonham”. O coração daqueles que se arrependeram se encheram de
sonhos, e é aqui a parte mais importante desta mensagem, os sonhos não eram os sonhos normais que qualquer homem podem ter, os sonhos eram os SONHOS DE DEUS para aquela geração e que iria se estender a outras gerações vindouras.
Os SONHOS DE DEUS para aquela geração eram os sonhos mais belos. Deus sonhava em abençoar aqueles a quem Ele tinha escolhido para carregarem o nome d´Ele entre os gentios. Aquela geração era tida como derrotada, se tornou escarnio entre as nações, era a envergonhada entre todas, e era uma das mais miseráveis.
Um dos SONHOS DE DEUS para aquela nação era lhes entregar mais uma vez a prosperidade, Deus queria fazer da terra que lhes havia entregue uma Terra que manava leite e mel, este projeto ainda estava dentro do coração de Deus…
A partir do verso 2 a historia já é outra, já estavam vivendo os sonhos de Deus. “Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico;” Aquela nação anteriormente “machucada” estava cantando e rindo, aquela nação que antes era tida como derrotada e envergonhada por terem as mais belas visitações de Deus e vivenciado os maiores milagres de Deus, visto Deus face a face, sentirem a shekiná, levarem a arca da aliança, mas mesmo diante de tudo, pecaram. Saíram do Caminho. Mas como Deus é diferente de tudo que conseguimos entender, Ele começou a fazer GRANDES COISAS por aquela nação.
Comece hoje a viver os SONHOS DE DEUS, difícil? É. Mas quando se esta no CAMINHO fica mais fácil.

Por JOSE IRALDO GUIMARAES PINHEIRO

0 comentários :

Postar um comentário

 
Toggle Footer
Top